No próximo dia 25 de Novembro assinala-se o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres e para marcar a data o governo português lançou uma campanha de sensibilização chamada #PortugalContraAViolência. 

A campanha, que desconstrói alguns ditados populares, enfatiza a necessidade de romper com crenças e preconceitos culturais que continuam a normalizar e a legitimar a violência contra as mulheres.

Desta forma, procura-se passar uma mensagem de esperança às vítimas e testemunhas, mostrando que existem alternativas que passam pelas respostas de apoio e protecção que constituem a rede nacional de apoio às vítimas de violência doméstica (RNAVVD).

A RNAVVD, gerida pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, é actualmente composta por 166 estruturas de atendimento, 26 locais de acolhimento e de emergência e 40 casas-abrigo, cobrindo mais de 70% do território nacional e envolvendo cerca de 218 municípios.

Diariamente, em Portugal e no mundo, raparigas e mulheres são vítimas de algum tipo de violência.

Violência doméstica, tráfico de seres humanos, violação e outras agressões sexuais, casamento forçado, mutilação genital feminina ou assédio sexual são alguns dos crimes praticados contra as mulheres.

A violência contra as mulheres e a violência doméstica são crime público e uma responsabilidade colectiva. Denuncie: 800 202 148 ou 112.

  • Partilhe