Os eleitores recenseados em Portugal que se encontrem temporariamente deslocados em Itália, Albânia, Malta, São Marino ou Vaticano podem votar antecipadamente na Secção Consular da Embaixada de Portugal em Roma nos dias 24, 25 e 26 de setembro, entre as 9h30 e as 14h30 (Via Guido D’Arezzo, 5).

Relembra-se que podem votar antecipadamente no estrangeiro os cidadãos recenseados em Portugal:
- quando deslocados no estrangeiro por inerência do exercício de funções públicas ou privadas;
- quando deslocados no estrangeiro em representação oficial de seleção nacional, organizada por federação desportiva dotada de estatuto de utilidade pública desportiva;

- enquanto estudantes, investigadores, docentes e bolseiros de investigação deslocados no estrangeiro em instituições de ensino superior, unidades de investigação ou equiparadas reconhecidas pelo ministério competente;

- doentes em tratamento no estrangeiro;

- que acompanhem os eleitores mencionados nas alíneas anteriores.

Para votar antecipadamente o eleitor deverá apresentar os seguintes documentos:

- cartão de cidadão ou bilhete de identidade, ou outro documento identificativo (como carta de condução ou passaporte) e;

- documento comprovativo assinado pelo superior hierárquico, pela entidade patronal, estabelecimento de ensino, ou outro, que ateste suficientemente a existência do impedimento ao normal exercício de voto, justificando assim o voto antecipado.

  • Partilhe